quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Em 2010...


Desligue-se do passado.

A partir de agora, desligue-se do passado. Comece a contar a vida a partir deste momento. Daqui a um ano, você terá um ano de idade.

A vida que passou antes foi apenas um fenômeno onírico. Agora você tem de acordar, tem de ficar mais alerta, mais atento, mais consciente.

Quando você começa a se tornar mais consciente, torna-se também mais amoroso, mais feliz, mais divino. Pela primeira vez você começa a sentir que a vida é uma grande dádiva, uma bênção de Deus.

E uma grande gratidão desperta em seu coração. Essa é a verdadeira oração.

(Osho, em "Meditações Para o Dia")



Que 2010 seja um ano repleto de paz, saúde, amor, prosperidade, harmonia, carinho e humanidade para todos nós. Que Deus nos abençoe com muita coragem, inteligência e discernimento.

Que assim seja!


Silvia
Elena



Fonte:
http://www.palavrasdeosho.com/2009/12/desligue-se-do-passado.html

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Declaro-me...


Declaro-me vivo! Saboreio cada momento.

Antigamente me preocupava quando os outros falavam mal de mim. Então fazia o que os outros queriam, e a minha consciência me censurava.

Entretanto, apesar do meu esforço para ser bem educado, alguém sempre me difamava. Como agradeço a essas pessoas, que me ensinaram que a vida é apenas um cenário! Desse momento em diante, atrevo-me a ser como sou.

A árvore anciã me ensinou que somos todos iguais.

Sou guerreiro: a minha espada é o amor, o meu escudo é o humor, o meu espaço é a coerência, o meu texto é a liberdade.

Perdoem-me, se a minha felicidade é insuportável, mas não escolhi o bom senso comum. Prefiro a imaginação dos índios, que tem embutida a inocência. É possível que tenhamos que ser apenas humanos.

Sem Amor nada tem sentido, sem Amor estamos perdidos, sem Amor corremos de novo o risco de estarmos caminhando de costas para a luz. Por esta razão é muito importante que apenas o Amor inspire as nossas ações.

Anseio que descubras a mensagem por detrás das palavras; não sou um sábio, sou apenas um ser apaixonado pela vida.

A melhor forma de despertar é deixando de questionar se nossas ações incomodam aqueles que dormem ao nosso lado.

A chegada não importa, o caminho e a meta são a mesma coisa. Não precisamos correr para algum lugar, apenas dar cada passo com plena consciência.

Quando somos maiores que aquilo que fazemos, nada pode nos desequilibrar. Porém, quando permitimos que as coisas sejam maiores do que nós, o nosso desequilíbrio está garantido.

É possível que sejamos apenas água fluindo; o caminho terá que ser feito por nós.

Porém, não permitas que o leito escravize o rio, ou então, em vez de um caminho, terás um cárcere.

Amo a minha loucura que me vacina contra a estupidez. Amo o amor que me imuniza contra a infelicidade
que prolifera, infectando almas e atrofiando corações.

As pessoas estão tão acostumadas com a infelicidade, que a sensação de felicidade lhes parece estranha.

As pessoas estão tão reprimidas, que a ternura espontânea as incomoda, e o amor lhes inspira desconfiança.

A vida é um cântico à beleza, uma chamada à transparência.

Peço-lhes perdão, mas DECLARO-ME VIVO!

(Chamalú - Índio Quechua*)



*O quíchua (qhichwa simi ou runa simi), também chamado de quechua ou quéchua, é uma importante língua indígena da América do Sul, ainda hoje falada por cerca de dez milhões de pessoas de diversos grupos étnicos do centro e sudoeste da Bolívia, sul da Colômbia e do Equador, noroeste da Argentina, norte do Chile e Peru ao longo dos Andes.

Desde bem antes da ascensão do Império Inca, no século XV, os diversos dialetos quíchuas eram largamente disseminados na região. Os incas adotaram oficialmente o dialeto dito "clássico" ou do sul. Com a expansão do império por conquistas, esse dialeto se tornou a língua franca do Peru pré-Colombiano, mantendo essa condição mesmo depois da conquista pela Espanha no século XVI.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%ADngua_qu%C3%ADchua
http://www.andes.org/resource.html

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

No more turning away?


Por Silvia Elena

Estamos caminhando para o encerramento de mais um ano e como sempre, curto muito aproveitar os ganchos... Pois é, tudo na vida tem início, meio e fim... esta é a "Lei". Há quem diga que é apenas de uma questão cronológica.

Independente disso, eu não só espero como eu acredito que o ano de 2010 será um período de muito mais humanidade e entendimentos. Afinal, o que será de nós se não houver entendimentos?

Além disso, precisamos fidelizar nossas crenças para que possamos também ter muita compreensão, amor (fraternos ou não) e muita, mas muita compaixão...

Ontem, enquanto estudava um pouco, para variar estava ouvindo música... e então, para variar só mais um pouquinho (risos), começou a tocar mais uma do Pink Floyd (ON THE TURNING AWAY). Será que alguém conhece? (risos again).

Ouvindo a música, bateu a vontade de compartilhar a tradução com os meus amigos que visitam o Blog e principalmente com aqueles que eu sei que também curtem a banda.



ON THE TURNING AWAY - Ao virar as costas
(Composição: David Gilmour & Anthony Moore)

Ao virar as costas
Aos pálidos e oprimidos
E as palavras que dizem
Que não iremos entender
Não aceite o que acontece
É só um caso de outros sofrendo
ou você encontrará o que está
entrando ao virar as costas
É um pecado que de alguma forma
A luz mude para sombra
E jogando sua mortalha
Em tudo que sabemos
Não sabendo como os níveis aumentaram
Levados por um coração de pedra
Perceberíamos que estamos todos sozinhos
no sonho do orgulho
Nas asas da noite
Enquanto os dias tremem
Onde os calados se unem
Num acorde silencioso
Usando palavras que você achará estranhas
E fascinado como eles acendem a chama
Sente o vento de mudança
Nas asas da noite
Não mais dar as costas
Ao fraco e ao exausto
Não mais dar as costas
À frieza interior
Apenas um mundo que todos nós devemos dividir
Não é o suficiente para parar e olhar
É apenas um sonho em que não haverá
mais viradas de costas?



*On the Turning Away é uma power ballad do Pink Floyd, lançada em 1987 no álbum: A Momentary Lapse of Reason. Foi o primeiro álbum da banda após a saída de Roger Waters em 1985.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Alma...


"Quando uma criatura humana
desperta para um grande sonho
e sobre ele lança toda a força de sua alma,
todo o universo conspira a seu favor."

(Goethe)


*Johann Wolfgang Von "Goethe", foi um importante romancista, dramaturgo e filósofo alemão. Nasceu na cidade de Frankfurt am Mainem (28/08/1749) e morreu em Weimar (22/03/1832).

Formado em Direito, atuou muito pouco tempo como advogado. Como sua paixão era a literatura, resolveu dedicar-se. Fez parte de dois movimentos literários importantes: o romantismo e o expressionismo. Apresentou também, um grande interesse pela pintura e desenho.


Fontes:

http://www.suapesquisa.com/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Johann_Wolfgang_von_Goethe
http://www.starnews2001.com.br/literatura.html

domingo, 27 de dezembro de 2009

(...)


Lembre-se que grandes realizações e
grandes amores envolvem grandes riscos.

(Provérbio Chinês)

sábado, 26 de dezembro de 2009

Hoje não...



*Auschwitz-Birkenau é o nome de um grupo de campos de concentração localizados no sul da Polônia, símbolos do Holocausto perpetrado pelo nazismo. A partir de 1940, o governo alemão comandado por Adolf Hitler construiu vários campos de concentração e um campo de extermínio nesta área, então na Polônia ocupada. Houve três campos principais e trinta e nove campos auxiliares.

Os três campos principais eram:

* Auschwitz I - Campo de concentração original que servia de centro administrativo para todo o complexo. Neste campo morreram perto de 70.000 intelectuais polacos e prisioneiros de guerra soviéticos.
* Auschwitz II (Birkenau) - Era um campo de extermínio onde morreram aproximadamente um milhão de judeus e perto de 19.000 ciganos.
* Auschwitz III (Monowitz) - Foi utilizado como campo de trabalho escravo para a empresa IG Farben.

O número total de mortes produzidas em Auschwitz-Birkenau está ainda em debate, mas se estima que entre um milhão e um milhão e meio de pessoas morreram ali.


Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Auschwitz-Birkenau

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Deus é celebração...


Se você não estiver dançando e cantando e celebrando, não está pronto para Deus. Deus é celebração, é uma dança, é uma canção.

Deus não pode acontecer para pessoas tristes e sérias, não pode acontecer para as pessoas amarguradas.

A amargura faz as pessoas murchar, a felicidade as faz expandir, a bem-aventurança as torna espaçosas — e Deus precisa de todo o espaço, só assim o céu supremo pode entrar em você.

Você tem de se tornar quase tão vasto quanto o céu — e isso só é possível na absoluta bem-aventurança.

(Osho, em "Meditações Para o Dia")



Fonte:
http://www.palavrasdeosho.com/2009/12/deus-e-celebracao.html

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Feliz Natal!!!

Que todos nós possamos ter um Natal Mágico de realizações... Com muita saúde, paz, harmonia, amor e fraternidade. Que Deus abençoe o lar de cada um de vocês!

Para lembrar um pouco mais sobre a magia do Natal, vou postar o vídeo de um comercial da Coca-Cola que eu curto muito.

Abraços!

Silvia Elena


video

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Porque eu fazia...


Porque eu fazia do amor
um cálculo matemático errado:
pensava que, somando as compreensões, eu
amava. Não sabia que, somando as
imcompreensões é que se ama
verdadeiramente.

(Clarice Lispector)



*Clarice Lispector, nascida Haia Lispector (Chechelnyk, 10/12/1920 — Rio de Janeiro, 09/12/1977), foi uma escritora brasileira, nascida na Ucrânia. Chegou no Brasil quando tinha dois meses de idade. Faleceu um dia antes de seu 57° aniversário vitimada por uma súbita obstrução intestinal, de origem desconhecida que, depois, veio-se a saber, ter sido motivada por um adenocarcinoma de ovário irreversível.

Embora tenha se formado em Direito, Clarice Lispector nunca advogou, sobrevivendo basicamente do jornalismo e, acessoriamente, dos trabalhos de tradução. Em 1940, quando ainda cursava a faculdade, ela ingressou no Departamento de Imprensa e Propaganda para exercer, em princípio, a função de tradutora, mas findou sendo redatora da Agência Nacional. Sua primeira reportagem, “Onde se ensinará a ser feliz”, foi publicada em 19 de janeiro de 1941, no Diário do Povo, de Campinas (SP), relatando a visita da primeira-dama da República, Darcy Vargas, a um orfanato feminino. No ano seguinte, ela começou a trabalhar como redatora de A Noite e obteve seu registro profissional como jornalista, profissão que exerceria até dois meses antes de falecer, com o hiato forçado pelo período em que viveu no exterior como esposa do diplomata Maury Gurgel Valente.


Fontes:
http://www.claricelispector.com.br/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Clarice_Lispector
http://www.releituras.com/clispector_bio.asp

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Eu quero...


"...Quero explodir as grades
E voar
Não tenho pra onde ir
Mas não quero ficar
Suspender a queda livre
Libertar
O que não tem fim sempre acaba assim."

(Novos Horizontes¹ - Composição: Humberto Gessinger²)



¹- Novos Horizontes faz parte do terceiro disco "ao vivo" da banda, e o décimo segundo de sua carreira: 10.000 Destinos, (lançado no ano 2000). Este álbum também rendeu o primeiro DVD e terceiro VHS da banda, também intitulado 10.000 Destinos.

²- Engenheiros do Hawaii é uma banda brasileira de rock, formada na cidade de Porto Alegre, em 1985, que alcançou grande popularidade com suas canções irônicas e críticas. O vocalista Gessinger é o único integrante original a permanecer no grupo até hoje. Gessinger também é o compositor da maioria das letras das músicas tocadas pela banda.


Fontes:
http://www2.uol.com.br/engenheirosdohawaii/discos/10000.shtm

sábado, 19 de dezembro de 2009

Tem algo lhe incomodando?


Por Silvia Elena

Quantas vezes nos pegamos reclamando da vida... O ser humano é muito mal agradecido. Reclamamos quando faz sol, quando chove, quando temos muito e quando temos pouco...

Portanto, aproveitando o link do Natal, que tal refletirmos um pouco mais sobre tudo o que vem acontecendo em nossas vidas e no contexto geral da humanidade.

Tenho prestado atenção em alguns comentários realizados por pessoas que convivem comigo... sem julgamentos, mas não posso concordar com elas. Principalmente quando dizem que não há mais como melhorar a situação, ou seja, de que o mundo não tem mais jeito... Eu acredito em solidariedade e em fazer a diferença! Se somarmos sempre, de um em um poderemos fazer milhões e assim por diante...

Afinal, "solidariedade converte em direito o que a caridade dá como favor". (José Ingenieros)

"Eu não acredito em caridade. Eu acredito em solidariedade. Caridade é tão vertical: vai de cima para baixo. Solidariedade é horizontal: respeita a outra pessoa e aprende com o outro. A maioria de nós tem muito o que aprender com as outras pessoas." (Eduardo Galeano)

O vídeo que está sendo postado eu recebi por e-mail e achei que esta deveria ser a ocasião para compartilhá-lo.

Forte abraço!


video

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Ah! o amor...


"Amor não se define, você apenas sente...!"

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Cuidado...



Por Silvia Elena

Nada melhor do que observar e ouvir experiências de pessoas idosas... Eu pelo menos, amo!!!

No início desta semana, estava observando uma senhora que aconselhava um jovem que participava conosco de uma reunião. Ela encerrou o momento de aconselhamento com a seguinte frase:

"Crescer sobre os escombros dos outros não traz felicidade a ninguém."

Felizes daqueles que crescem por si e não por ofuscar o brilho ou por se aproveitar das dificuldades dos outros.

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Sinta-se como um deus...


A ideia de ser um deus pode ajudá-lo enormemente.

Comece a viver dessa maneira. Ande, sente, fale e comporte-se como se você fosse um deus e você perceberá mudanças acontecendo em sua energia.

Mas lembre-se de que o outro também é um deus.

Olhe para uma árvore como se você a tivesse criado. Você é um deus, assim como a árvore.

Uma vez que a ideia de ser um deus tiver se tornado uma verdade, você notará que estará respirando, amando, falando e relacionando-se de outra forma.

Esse ambiente favorável mudará tudo em torno de você.

(Osho, em "Uma Farmácia Para a Alma")



Fonte:
http://www.palavrasdeosho.com/2009/12/sinta-se-como-um-deus.html

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

O primeiro passo...


"O primeiro passo, para se realizar um objetivo,
é ter a convicção de que é possível alcançá-lo,
não importando em quantas tentativas."

(Desconheço o autor)

domingo, 13 de dezembro de 2009

Dignidade...


"A dignidade e o respeito não são vias de mão única.
Trate os outros como gostaria de ser tratado."

(Barbara Berckhan)


Fonte:
Barbara Berckhan, Cómo defenderse de los ataques verbales (Buenos Aires: Del Nuevo Extremo, 2004), p. 33.

sábado, 12 de dezembro de 2009

A Falha...



Numa exposição de obras de arte, havia um quadro de um pintor famoso na região. Era uma obra impressionante pela beleza dos desenhos e perfeição na luminosidade das cores. Mostrava uma senhora em trajes muito pobres, batendo à porta de uma linda mansão, impressa no meio a bosques, céu azul e montanhas ao fundo.

Havia muitos elogios e admiração por aquela obra até que um dos presentes percebeu uma falha no quadro: a porta não tinha fechadura, e, chamando o Curador, apontou a terrível falha naquela obra de arte.

O Curador então, com um leve sorriso nos lábios, disse:

- É assim mesmo. Essa é a porta do coração. Só se abra por dentro.


"Ninguém conseguirá abrir a porta do nosso coração se nós mesmos não o fizermos antes."




Fonte:
Extraído do Livro: Parábolas Eternas, Organização: Legrand, Belo Horizonte, 2007 - Editora: Soler

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Se você...


"Se você nunca sentiu medo,
vergonha ou dor,
é porque nunca correu riscos."

(Desconheço o autor)

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Londres abre mostra das melhores fotos digitais do ano...

Está sendo inaugurada em Londres uma mostra com os vencedores do concurso Fotógrafo Digital do Ano, organizado pelo site PhotoRadar. O vencedor foi o islandês Bragi J. Ingibergsson.


Cavalos - Bragi J. Ingibergsson, Islândia



Salto - Nicola Bombassei da Itália
Um dos destaques foi a imagem flagrada pelo italiano nas montanhas Dolomitas - Categoria 'Mundo em Movimento'.



Tattoos e balada - Al Overdrive da Grã-Bretanha
Clicou uma festa em uma loja de tatuagem em Londres e levou o prêmio na categoria 'Isto é a Grã-Bretanha'.




Aconchego - Peter Byrne da Finlândia
Para flagrar um bebê cisne aconchegado na mãe para este destaque da categoria 'Planeta Terra', Peter passou cinco dias vivendo com a família de aves.



Horário de expediente - Thomas van Beek da Holanda
Fotografou o tatuador Dikke Denis em sua loja, em Amsterdã, e venceu a categoria 'Gente'.




Paisagem azul - Chip Phillips (USA)
Vencedor da categoria 'Paisagens', o americano registrou o fim do inverno na fronteira entre seu país e o Canadá.



Imagem e tecnologia - Sabina Dimitriu da Romênia
A fotógrafa romena, foi a primeira colocada na categoria 'Visão Digital' que contempla também a manipulação e os truques digitais que podem ser aplicados às imagens.



Dobras e formas - A holandesa Carla Broekhuizen
Vencedora da categoria 'Preto-e-branco', diz que sua foto é um chamado para 'os raros momentos em que sentimos prazer com nosso corpo'.



Perto de casa - O amador Jim Mortram
Ele conta que seu hobby é fotografar pessoas que ele encontra perto de sua casa, no interior da Grã-Bretanha.




Fé e futebol - Janet Shui Kee Yim de Hong Kong
Jovens monges budistas jogam futebol após um dia de aulas em Mianmar



Fonte:
BBC Brasil, 9/12/2009 13:34 - http://www.bbc.co.uk/portuguese/

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Momento de êxtase...


Tenho uma aliança com Deus.
Sou abençoada, amada, aceita, valorizada e ungida.
Estou aqui para fazer a diferença e ser vitoriosa
nas áreas espiritual, emocional e física.

(Elizabete Malafaia - extraído do Livro: Devocional da Mulher Vitoriosa)

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Pense grande...


"Pense grande.
Quem já ouviu falar em Alexandre, o médio?

(Albert Flanders)



*Albert W. Flandres (1852 - 1943), foi um carpinteiro, fabricante de brinquedos e agricultor de New Hampshire, Rhode Island, Massachusetts e Vermont. Sua obra/coleção contém 32 diários mantidos por Albert Flandres de 1877, 1896 e 1910 a 1939. A coleção inclui também as memórias datilografadas de Albert e seu filho, Ernest V. Flandres.

Fonte:
http://members.localnet.com/~jeflan/evf/aflan12.htm

sábado, 5 de dezembro de 2009

Amor...


"Há muitos tipos de amor;
há amores que acendem a noite,
outros que sacodem as emoções
e outros que serenam o espírito,
mas o amor que honra a vida,
esse sim, é o melhor.

(Henry van Dyke)



*Henry van Dyke (1852 — 1933), foi um diplomata, pastor e escritor americano.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Jamais...


"Jamais se desespere em meio as mais
sombrias aflições de sua vida,
pois das nuvens mais negras cai água límpida e fecunda."

(Provérbio Chinês)

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Solidão e estar só...


As pessoas acham que solidão é sinônimo de tristeza. É uma interpretação errada, porque tudo o que há de belo sempre acontece quando se está sozinho, nunca no meio de uma multidão.

Estamos condicionados a achar que ficar sozinho provoca mal-estar. E que a felicidade reside em estar com outras pessoas. Isso nem sempre é verdade.

A felicidade que se origina em estar com outras pessoas é muito superficial, enquanto a felicidade que surge quando você está sozinho é muito profunda. Portanto, aproveite-a.

A palavra "solitário" provoca tristeza em você. Não pense nisso como solidão, e sim como "estar só". Pense em "estar sozinho", mas não em isolamento. As palavras incorretas podem criar problemas.

Pense nisso como um estado meditativo, o que de fato é. E aprecie aquilo que ele traz.

Cante, dance ou apenas sente-se em silêncio em frente à prece, esperando que algo aconteça. Faça disso uma meditação e logo você descobrirá uma qualidade diferente, que não tem nada a ver com a tristeza.

Quando se mergulha completamente na profundidade da solidão, todos os relacionamentos parecem superficiais. Mesmo o amor não pode ir tão fundo quanto o "estar só" porque o amor pressupõe a presença de outro e essa presença mantém você mais perto da periferia.

Quando não há ninguém e você de fato está sozinho, o perigo é começar a afundar e afogar-se em si mesmo. Não tenha medo. No começo esse afogamento se parecerá com a morte e uma melancolia irá cercá-lo porque você só conheceu a felicidade com outras pessoas, em outros relacionamentos.

Espere um pouco. Deixe-se afundar até que o silêncio se imponha e traga, junto com ele, uma espécie de dança, um movimento em seu interior. Nada se move e ainda assim tudo é muito rápido. Os paradoxos se encontram e as contradições se dissolvem.

Sente-se em silêncio em frente à parede, relaxado mas alerta. A qualquer momento algo pode surgir em você. Não há para onde ir: em qualquer direção que você olhar haverá uma parede. Paredes são muito bonitas. Não coloque nem mesmo um quadro, deixe a parede lisa.

Quando não há nada para ser visto, aos poucos o seu interesse em ver desaparece. Paralelamente, outra parede se levanta — a parede do não-pensamento.

Permaneça aberto e sorria, murmure uma canção ou então balance o corpo suavemente. Pode dançar, se quiser, mas saia da frente da parede. Deixe que ela seja seu objeto de meditação.

É preciso chegar a um acordo com a própria solidão. Enfrente-a e você perceberá que ela muda sua cor, muda sua qualidade — até seu sabor fica totalmente diferente: a solidão se transforma em "estar sozinho".

O isolamento vem acompanhado de sofrimento, mas a solidão é uma extensão da felicidade.

(Osho, em "Uma Farmácia Para a Alma")



quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Liberdade e Relacionamento...


"Liberdade é o espaço que qualquer relacionamento precisa.
Se não houver liberdade para ir e para vir,
então o relacionamento é forçado.
Mas, com liberdade é desejado."

(Desconheço o autor)

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Nós podemos...


Sementes do Amanhã
(Composição: Gonzaguinha)


Ontem o menino que brincava me falou
Que hoje é semente do amanhã
Para não ter medo que esse tempo vai passar
Não se desespere não, nem pare de sonhar
Nunca se entregue, nasça sempre com as manhãs
Deixe a luz do sol brilhar no céu do seu olhar
Fé na vida, fé no homem, fé no que virá
Nós podemos tudo
Nós podemos mais
Vamos lá fazer o que será


Luiz Gonzaga do Nascimento Júnior, mais conhecido como Gonzaguinha, (Rio de Janeiro, 22/09/1945 — Renascença (PR), 29/04/1991) foi um cantor e compositor brasileiro.

Gonzaguinha era filho do também cantor e compositor Luiz Gonzaga e de Odaleia Guedes dos Santos, cantora do Dancing Brasil. Devido a morte precoce de sua mãe, acabou sendo criado pelos padrinhos Dina e Xavier.

Compôs a primeira canção "Lembranças da Primavera" aos 14 anos, e em 1961, com 16 anos foi morar em Cocotá com o pai para estudar. Voltou para o Rio de Janeiro para estudar Economia, pela Universidade Cândido Mendes Ari Fontera. Na mesma época, na casa do psiquiatra Aluízio Porto Carrero, conheceu e se tornou amigo de Ivan Lins.

Suass composições foram gravadas por muitos dos grandes intérpretes da MPB, como Maria Bethânia, Simone, Elis Regina , Fagner, Leila Pinheiro, Elba Ramalho, MPB4 e Joanna.

Em 1975 dispensou os empresários e se tornou um artista independente, o que fez em 1986, fundar o selo 'Moleque', pelo qual chegou a gravar dois trabalhos.

Nos últimos doze anos de vida, Gonzaguinha viveu em Belo Horizonte com a segunda mulher e filhas.

Obs.: Esta música foi gravada por Erasmo Carlos no ano de 2003 (Álbum: Mesmo que seja eu)


Fontes:
http://www.gonzaguinha.com.br/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Lu%C3%ADs_Gonzaga_do_Nascimento_J%C3%BAnior

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Perguntaram-me...


Por Silvia Elena

Durante uma reunião familiar no último final de semana, fizeram-me a seguinte pergunta:

- Se você tivesse que escrever algo sobre suas ideias e aprendizados ao longo da vida, o que escreveria?

Eu disse:

- Escreveria que as minhas primeiras ideias formadas sobre mim e sobre o mundo, foram desenvolvidas a partir do relacionamento com meus pais, familiares e amigos de infância. Porém, não sou determinada pelos conceitos dos outros... acredito que ninguém seja. Posso e devo renovar minhas ideias e conceitos todos os dias.

domingo, 29 de novembro de 2009

2012 – O Filme e a relação com a astronomia...



No dia 13 de novembro estreou em todo o mundo o filme “2012”, que já é o maior sucesso de bilheteria dos últimos tempos, tendo batido alguns recordes na primeira semana de exibição.

O filme se baseia numa antiga profecia do povo maia, que viveu na península de Yucatan, no México, há muitos séculos atrás e que também desapareceu rápida e misteriosamente, só deixando como lembrança as importantes pirâmides que lá estão até hoje e, principalmente, uma série de hieróglifos e inscrições que vêm sendo traduzidas por muitos estudiosos e especialistas.

O que se sabe é que os maias eram hábeis matemáticos e astrônomos, tendo um conhecimento profundo destas ciências. Há indícios de que, na matemática, eles tinham conhecimento dos números decimais e na astronomia, conheciam com detalhes as órbitas e os ciclos de todos os planetas conhecidos do nosso sistema solar.

Além disso, eles se dedicaram a um estudo particularmente interessante e que até hoje é pesquisado por cientistas e astrofísicos: a questão dos ciclos das manchas e explosões solares, que tem repetições em períodos regulares. Alguns desses períodos já foram identificados e registrados, mas parece que os maias tinham conhecimento de ciclos mais amplos dessas explosões, e é aí que a coisa fica diferente.

O ponto de partida do filme é exatamente este: as manchas solares atingem níveis nunca antes vistos e, com isso, o núcleo central do nosso planeta começa a sofrer alterações que deixam os continentes meio “à deriva”, se deslocando sobre o planeta. Os terremotos e maremotos resultantes dessa movimentação são impressionantes.

Dentro dessa contagem do calendário maia, o que acontece é que ele se encerra em 21 de dezembro de 2012 e esse final dá margem a muitas especulações, principalmente aquela que afirma que o nosso mundo acabaria nesta data.

Apesar dos estudiosos afirmarem que esse fato (a alteração do núcleo da Terra) realmente provocaria movimentações inacreditáveis na crosta terrestre, como a mudança (pode-se chamar de “inversão”) dos pólos magnéticos do planeta, não há motivo para se acreditar no “fim do mundo”, embora possamos aceitar a possibilidade de que tudo estará mudado na superfície da Terra se, e depois que tudo isso acontecer.

O melhor mesmo é assistir o filme, que é excelente, e aproveitar para refletir sobre o que anda acontecendo com o nosso planeta nos últimos anos. Precisamos ver até que ponto nós somos responsáveis por grande parte do desequilíbrio ambiental que vemos se manifestar sob a forma de tempestades e acidentes climáticos cada vez mais impactantes a cada dia que passa.


Fonte:
http://www.zastros.com.br/VerMateria.aspx?mat=735&cat=4

sábado, 28 de novembro de 2009

Paz...



"Paz não é ausência de guerra;
paz é virtude que provê as condições
para que todos possam ser tratados com justiça."

(Desconheço o autor)

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

O que há...


"Há três maneiras de fazer as coisas:
a maneira errada, a certa e uma melhor."

(Desconheço o autor)

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Nada é...


"Nada é o bastante para quem considera pouco o que é suficiente."
(Confúcio)



*Confúcio (Tsou, 551 a.C. - Qufu, 479 a.C.) é o nome latino do pensador chinês Kung-Fu-Tse (chinês: 孔夫子 - "Mestre Kong"). Foi a figura histórica mais conhecida na China como mestre, filósofo e teórico político.

Sua doutrina, o confucionismo, teve forte influência não apenas sobre a China mas também sobre toda a Ásia oriental.

Conhece-se muito pouco da sua vida. Parece que os seus antepassados foram de linhagem nobre, mas o filósofo e moralista viveu pobre, e desde a infância teve de ser mestre de si mesmo.

A sua ideologia de organização da sociedade procurava também recuperar os valores antigos, perdidos pelos homens de sua época. A sua teoria baseava-se num critério mais realístico, onde a prática do comportamento ritual daria uma possibilidade real aos praticantes de sua doutrina de viverem em harmonia.

Apesar das ideias de conformismo que possam ser atribuídas a esse pensamento, elas são errôneas. Confúcio não pregava a aceitação plena de um papel definido para os elementos da sociedade, mas sim que cada um cumprisse com seu dever de forma correta. Já o condicionamento dos hábitos serviria para temperar os espíritos e evitar os excessos.

Logo, a sua doutrina apregoava a criação de uma sociedade capaz, culturalmente instruída e disposta ao bem estar comum. A sua escola foi sistematizada nos seguintes princípios:

* Ren, humanidade ( altruísmo);
* Li, ou cortesia ritual;
* Zhi, conhecimento ou sabedoria moral;
* Xin, integridade;
* Zhing, fidelidade;
* Yi, justiça, retidão, honradez.

Cada um desses princípios ligar-se-ia às características que para ele se encontravam ausentes ou decadentes na sociedade.


Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Conf%C3%BAcio

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Claro que há...


"Claro que há quem insista em partir
os espelhos e ficar de fora do seu reflexo.
Claro que há quem queira olhar
para as coisas e
para as pessoas e ver a realidade,
e tu de que lado do espelho queres estar?"

(Pedro Tomás)



*São Pedro Tomás (Périgord/França, 1305 - Famagusta /Chipre, 1366), religioso carmelita católico francês.

Foi Procurador Geral da Ordem do Carmo em Avinhão. Em 1354 foi nomeado bispo de Patti e Lipari. Desenvolveu a atividade de Legado Pontifício junto a reis e imperadores para consolidar a paz e promover a união com as Igrejas Orientais. Foi arcebispo em Creta (1363) e em Constantinopla (1364).

Os seus esforços pela unidade da Igreja fazem deste santo do século XIV um precursor do ecumenismo.

Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_Tom%C3%A1s

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Esperança...


A esperança não murcha, ela não cansa,
também como ela não sucumbe a crença.
Vão-se sonhos nas asas da descrença,
voltam sonhos nas asas da esperança.

(Augusto dos Anjos)


*Augusto de Carvalho Rodrigues dos Anjos, nasceu no Engenho Pau d'Arco, no município de Sapé, estado da Paraíba em 20/04/1884, faleceu em Leopoldina em 12/11/1914. Foi um poeta brasileiro, identificado muitas vezes como simbolista ou parnasiano. Todavia, muitos críticos, como o poeta Ferreira Gullar, preferem identificá-lo como pré-moderno.

É conhecido como um dos poetas mais críticos do seu tempo, e até hoje sua obra é admirada tanto por leigos como por críticos literários.

Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Augusto_dos_Anjos

domingo, 22 de novembro de 2009

Querido amigo...


Querido amigo DD,

Sei que não é uma daquelas cartas que vocês escreve, enfim...

Como eu sei que você está sempre por aqui... Não pude deixar de registrar a saudade que já estou sentindo. Que Deus te ilumine e que todos os seus sonhos sejam realizados, independente de onde você estiver.

Lembre-se, aqui ou do outro lado do mundo, conte sempre com o meu apoio.

Afinal, você merece! Cuide-se e um super bjo no seu coração:)

Sil

sábado, 21 de novembro de 2009

Poética...


Poética

De manhã escureço
De dia tardo
De tarde anoiteço
De noite ardo.

A oeste a morte
Contra quem vivo
Do sul cativo
O este é meu norte.

Outros que contem
Passo por passo:
Eu morro ontem

Nasço amanhã
Ando onde há espaço:
– Meu tempo é quando.

(Vinícius de Moraes - Nova York, 1950)



*Vinicius de Moraes (Rio de Janeiro, 19/10/1913 — 09/07/1980) foi um diplomata, dramaturgo, jornalista, poeta e compositor brasileiro.

Poeta essencialmente lírico, o poetinha (como ficou conhecido) notabilizou-se pelos seus sonetos. Conhecido como um boêmio inveterado, fumante e apreciador do uísque, era também conhecido por ser um grande conquistador. O poetinha casou-se por nove vezes ao longo de sua vida.

Sua obra é vasta, passando pela literatura, teatro, cinema e música. No campo musical, o poetinha teve como principais parceiros Tom Jobim, Toquinho, Baden Powell e Carlos Lyra.


Fontes:
in Antologia Poética
in Poesia completa e prosa: "Nossa Senhora de Los Angeles"
http://www.viniciusdemoraes.com.br/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Vinicius_de_Moraes

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Você pode se encontrar porque é você que se esconde...


A iluminação não é algo a ser alcançado, é algo a ser vivido.

Quando afirmo que alcancei a iluminação, quero dizer simplesmente que resolvi vivê-la. Só isso! E desde então a tenho vivido. É a decisão de não querer mais criar problemas - só isso. É a decisão de parar com toda essa besteira de criar problemas e encontrar soluções.

Toda essa baboseira é um jogo que você joga consigo mesmo - você se esconde e você mesmo procura, interpretando os dois papéis. E você sabe disso! É por isso que, quando falo disso, você ri.

Não estou falando de nada ridículo - você compreende. Está rindo de si mesmo. Observe-se rindo, veja seu sorriso - você compreende. Tem que ser assim porque é seu jogo: você se esconde e aguarda ser descoberto por si mesmo.

Pode se encontrar agora mesmo, porque é você que se esconde. É por isso que os mestres zen batem na cabeça das pessoas. Sempre que alguém diz: "Eu gostaria de ser um Buda", o mestre fica muito zangado. Pois a pessoa está dizendo bobagem. Ela é um Buda.

Se o Buda vem até mim e pergunta como ser um Buda, o que posso fazer? Bater-lhe na cabeça. "Quem você acha que está enganando? Você é um Buda."

(Osho, em "A Música Mais Antiga do Universo")


Fonte:
http://www.palavrasdeosho.com/2009/08/voce-pode-se-encontrar-porque-e-voce.html

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Fica...


"Fica estabelecida a possibilidade
de sonhar coisas impossíveis e
de caminhar livremente em direção aos sonhos."
(Luciano Luppi)


*Luciano Luppi é ator e diretor de teatro desde 1969. Participação incessante nos movimentos artísticos e culturais, incluindo música, dança, televisão, literatura, locução e cinema. Professor de artes cênicas, ministra cursos e vivências para grupos de teatros e dança. Como locutor atua em peças publicitárias, documentários, trilhas para teatro e dublagem, interpretando papéis característicos e criando vozes para personagens específicos.


Fonte:
http://www.vozesdeminas.com.br/lucianoluppi/

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Aprendemos...


Martin dizia também que:

"Pouca coisa é necessária para transformar inteiramente uma vida: amor no coração e sorriso nos lábios."

"É melhor tentar e falhar, que preocupar-se e ver a vida passar. É melhor tentar, ainda que em vão, que sentar-se fazendo nada até o final. Eu prefiro na chuva caminhar, que em dias tristes me esconder. Prefiro ser feliz embora louco, que em conformidade viver"

"O ser humano deve desenvolver, para todos os seus conflitos, um método que rejeite a vingança, a agressão e a retaliação. A base para esse tipo de método é o amor."



*Martin Luther King, Jr. (Atlanta, 15/01/1929 — Memphis, 04/04/1968), foi um pastor protestante e ativista político estadunidense. Membro da Igreja Batista, tornou-se um dos mais importantes líderes do ativismo pelos direitos civis (principalmente para negros e mulheres) nos Estados Unidos e no mundo, através de uma campanha contra a violência e de amor para com o próximo. Se tornou a pessoa mais jovem a receber o Prêmio Nobel da Paz em 1964, pouco antes de seu assassinato. Seu discurso mais famoso e lembrado é "Eu Tenho Um Sonho".

Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Martin_Luther_King_Jr.

domingo, 15 de novembro de 2009

Coragem...


"Coragem é resistência ao medo,
domínio do medo,
e não ausência do medo."
(Mark Twain)


*Mark Twain, pseudônimo de Samuel Langhorne Clemens, (Florida, 30/11/1835 — Redding, 21/01/1910) foi um escritor, humorista e romancista norte-americano.

Sustentava que o nome "Mark Twain" vinha da época em que trabalhou em barcos a vapor; era o grito que os pilotos fluviais emitiam para marcar (mark) a profundidade das embarcações. Acredita-se que o nome na verdade tenha vindo de seus dias de abandono no oeste, quando ele pedia dois drinks e falava para o atendente do bar "marcar duplo" ("mark twain") em sua conta.

A origem verdadeira é desconhecida. Além de Mark Twain, Clemens também usou o pseudônimo "Sieur Louis de Conte".

Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Mark_Twain

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Onde você coloca o sal?


O velho Mestre pediu a um jovem triste que colocasse uma mão cheia de sal em um copo de água e bebesse.
- Qual é o gosto? - perguntou o Mestre.
- Ruim - disse o aprendiz.

O Mestre sorriu e pediu ao jovem que pegasse outra mão cheia de sal e levasse a um lago. Os dois caminharam em silêncio e o jovem jogou o sal no lago. Então o velho disse:
- Beba um pouco dessa água. Enquanto a água escorria do queixo do jovem o Mestre perguntou:
- Qual é o gosto?
- Bom! disse o rapaz.
- Você sente o gosto do sal? perguntou o Mestre.
- Não - disse o jovem.

O Mestre então, sentou ao lado do jovem, pegou em suas mãos e disse:
- A dor na vida de uma pessoa não muda. Mas o sabor da dor depende de onde a colocamos. Quando você sentir dor, a única coisa que você deve fazer é aumentar o sentido de tudo o que está a sua volta. É dar mais valor ao que você tem do que ao que você perdeu.

Em outras palavras:
- É deixar de ser copo, para tornar-se um Lago.

"Entender a vontade de Deus nem sempre é fácil, mas crer que Ele está no comando e tem um plano pra nossa vida faz a caminhada valer a pena."

(Texto: desconheço o autor)

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Quando se voa...


A liberdade é um pássaro com uma asa ferida.
Quando se voa para longe
há sempre uma dor que se transporta.
Assim tem de ser.
Pois então não seria liberdade, seria inconsciência.

(Desconheço o autor)

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

A arte da convivência...


Por Roberto Shinyashiki

"As pessoas estão perdendo a habilidade de dialogar e de conhecer o outro. Elas ouvem, mas não escutam; falam, mas não se deixam conhecer; esbarram-se, mas não se veem; e uma multidão caminha solitariamente em direção a lugar nenhum. Conviver é uma arte tão sutil quanto a música, a literatura, a pintura ou o teatro e que poucos aprenderam a dominar. [...]

A dificuldade de entrar no mundo alheio está criando uma geração de pessoas impacientes e distantes. Ao perdermos a generosidade de respeitar diferentes pontos de vista, transformamos os casamentos e os negócios em verdadeiros campos de batalha, em que o outro passa a ser o inimigo."


*Roberto Shinyashiki: é médico (Psiquiatra), com pós-graduação em Gestão de Negócios (MBA - USP) e doutor em Administração de Empresas pela Universidade de São Paulo (USP).

Nascido em Santos (SP), de origem humilde, Roberto Shinyashiki é um entusiasta da capacidade do ser humano em realizar seus sonhos e ser feliz, procurando estimular a reflexão sobre a busca do sucesso e do equilíbrio pessoal. Como escritor e conferencista internacional, Roberto é colaborador assíduo em programas de televisão, rádio e importantes revistas do país.

É autor de diversos best-sellers: O sucesso é ser feliz, A Carícia Essencial – Uma Psicologia do Afeto, A coragem de confiar, A Revolução dos Campeões, Sempre em Frente, Tudo ou Nada, Heróis de Verdade – Pessoas Comuns Que Vivem Sua Essência, entre outros.

Fontes:
Artigos: www.shinyashiki.com.br
Blog: http://shinyashiki.uol.com.br/